quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Surrender



As pequenas coisas que sei que podia ter-te dito
E que sei que nunca te as direi
Por ter caido no esquecimento
E ter confiado em alguem


Joao Alexandre Rodrigues, mais que um irmão, uma inspiração


Abdico do pouco que tenho
Para não ter nada
Para não ser ninguém
Para começar tudo do 0
Sem a pena de ninguém

Não preciso de me rebaixar por ajuda
Não preciso de gritar por ajuda
Pois essa ajuda não veio, nem nunca virá
Sou eu sozinho no mundo
E assim, sempre será

Sorrisos falsos?
Sentimentos que não correspondiam á realidade?
Prefiro não ser ninguém
E acreditar apenas em mim, na minha verdade

Prego a mim mesmo
Seu fiel pecador
Não procuro discípulos
Não sei o que é amor

Vivo incolor
Aprendi a viver
Aprendi que nem todo o mundo
Dá para compreender

As teorias são as opostas
Portanto não quero saber, se são aceitadas
Não perco o meu tempo
Em becos e encruzilhadas

Sei no que acredito
E sei no que aprendi acreditar
Portanto nada nem ninguém
Isso me irá mudar

4 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  2. muito bom thuga :D
    beijinho

    ResponderEliminar
  3. origem de tudo: dor, sofrimento? :x *

    ResponderEliminar